Cuidar do meio ambiente é cuidar da saúde

20/9 a 24/9/2021

De laranja a vermelho, quanto mais predominante essas cores ao pôr do sol, maior o indício de ar poluído. Com isso, podem se tornar mais comuns sintomas como falta de ar, boca seca e queimação na garganta. Além da queima dos combustíveis fósseis, os incêndios florestais também alimentam a poluição do ar e as emissões de gases de efeito estufa. E como as alterações no meio ambiente podem impactar na saúde? O Saúde com Ciência desta semana explica quais as consequências do desmatamento, da produção excessiva de lixo sólido, da poluição do ar e das queimadas na saúde e qualidade de vida. Confira!

Entrevistado:  Marcus Vinícius Polignano – coordenador do Projeto Manuelzão e professor do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina da UFMG

Saúde mental: cuidar para não adoecer

3/9 a 16/9/2021

O mês de setembro já é reconhecido em todo o país como o mês oficial para a campanha de prevenção ao suicídio. Esse é um tema ainda visto como tabu, mas é importante falar sobre, principalmente com dados tão alarmantes: o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos e cerca de 800 mil pessoas morrem vítimas de suicídio todos os anos, segundo Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). Neste programa, especialistas explicam a importância de priorizar a saúde mental, como a pandemia tem impactado as crianças e quais são as dicas para prevenir o adoecimento psíquico nesses tempos tão difíceis.

Entrevistados:
Antônio Alvim Soares – psiquiatra e professor do Departamento de Saúde Mental da Faculdade de Medicina da UFMG.

Débora Miranda – professora do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFMG e coordenadora de estudo sobre saúde mental das crianças na pandemia.

Humberto Corrêa – professor titular do Departamento de Saúde Mental da Faculdade de Medicina da UFMG e presidente da Associação Latino-Americana de Prevenção ao Suicídio.

Entenda melhor a variante Delta

Enquanto a vacinação avança, a presença de uma nova cepa, a variante Delta, voltou a causar insegurança. A mais perigosa das mutações do coronavírus obrigou diversos países a repensar sua estratégia para lidar com a doença. E aqui no Brasil, como fica? No Saúde com Ciência desta semana vamos esclarecer todas as dúvidas sobre essa cepa, que progride no país. Confira! 

Entrevistado: Unaí Tupinambás
– infectologista e professor do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG

Esclerose múltipla: conhecer para uma vida melhor

De 30/8 a 2/9

A esclerose múltipla é uma doença neurológica, crônica e autoimune que atinge 30 mil brasileiros. No dia 30 de agosto, comemora-se o Dia Nacional de Conscientização Sobre a Esclerose Múltipla. Isso porque ainda existe muita desinformação sobre essa doença, o que faz com que seja estigmatizada. Por isso, o Saúde com Ciência esclarece quais são os sinais e sintomas da esclerose múltipla, tratamentos e como está a situação dessas pessoas agora na pandemia.

Entrevista: 
Marco Aurélio Lana – professor do Departamento de Oftalmologia e Otorrinolaringologia da Faculdade de Medicina da UFMG e coordenador do Centro de Investigação em Esclerose Múltipla de Minas Gerais (Ciem).

Agosto Dourado: amamentar é um ato de amor

23/8 a 26/8/2021

O aleitamento materno é padrão ouro da alimentação infantil. Por isso, a cor usada em campanhas para identificar a importância desse alimento é o dourado. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o aleitamento reduz em 13% o risco de mortalidade da criança até os 5 anos. E neste “Agosto Dourado”, que é o mês dedicado à promoção da amamentação, vale ressaltar que todos nós temos um papel na manutenção desse ato, que é um ato de amor. Confira a série especial desta semana e entenda a importância da rede de apoio na amamentação, a relação entre o aleitamento e mercado de trabalho, quais os benefícios e mitos que prejudicam esse ato. 

Entrevistada:
Maria Cândida Ferrarez Bouzada
 – pediatra e professora do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFMG

Saúde do homem: é hora de se cuidar

16/8 a 19/8/2021

Além do “Novembro Azul” – que é o mês mundial de combate ao câncer de próstata – a campanha “Agosto Azul” busca orientar e conscientizar a população masculina sobre a importância de manter hábitos saudáveis. Muitos homens só buscam os serviços de saúde quando o problema já está instalado, o que pode trazer mais sofrimento e maior mortalidade. Para se ter uma ideia, pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Urologia mostra que embora tenha aumentado em 49,96% a procura do homem pelo médico entre 2016 e 2020, eles estão bem atrás das mulheres em termos de atenção à saúde. Por isso, o Saúde com Ciência desta semana debate aspectos importantes na saúde dessa população. Confira!

Entrevistado:
Daniel Xavier Lima 
– urologista e professor do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da UFMG

Agosto Lilás: conscientização pelo fim da violência contra mulheres

9/8 a 12/8

A campanha “Agosto Lilás”, criada em alusão a Lei Maria da Penha e sancionada em 2006, tem por objetivo o combate à violência contra a mulher.  Cerca de 17 milhões de mulheres sofreram violência física, psicológica ou sexual no último ano, segundo pesquisa do Instituto Datafolha encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Por isso, o programa de rádio Saúde com Ciência explica quais os tipos mais comuns de violência contra a mulher e como combatê-las. Confira!

Entrevistada:
Elza Machado de Melo
– professora titular da Faculdade de Medicina da UFMG, coordenadora do Mestrado em Promoção de Saúde e Prevenção da Violência na Faculdade e coordenadora do Projeto Para Ela, Por Elas, Por Eles, Por Nós, que atende mulheres em situação de violência e vulnerabilidades.

UFMG pesquisas: a ciência contra a covid-19

2/8/2021 a 5/2/2021

A ciência à serviço da sociedade é um dos pilares das instituições públicas de ensino superior de todo o país. E na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) não é diferente. Para dar respostas à pandemia de covid-19, professores, pesquisadores, estudantes e colaboradores da Instituição têm trabalhado incansavelmente, contrariando todas as adversidades de se fazer ciência no Brasil. Por isso, o Saúde com Ciência destaca, na série “UFMG pesquisas: a ciência contra a covid-19”, pesquisas da universidade que buscam compreender os impactos da pandemia e atuar no seu enfrentamento.

Entrevistado(a)s:
Ana Cristina Simões – professora Titular do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFMG.
Jorge Andrade Pinto – professor do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFMG e imunologista.
Juliana Torres – professora do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina da UFMG.
Flávio da Fonseca – professor do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG e pesquisador do CT-Vacinas UFMG.

Julho amarelo: prevenção contra hepatites virais

26/7 a 29/7

As hepatites virais são responsáveis por 1,3 milhão de mortes por ano no mundo, segundo estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS). As mais comuns no país são as dos vírus A, B e C, sendo que a C – transmitida pela exposição ao sangue infectado – já é considerada uma epidemia mundial. Para alertar sobre os riscos e prevenção das hepatites virais, o “Saúde com Ciência” se soma à campanha “Julho Amarelo” com série de entrevistas sobre o tema. Confira!

Entrevistada:
Luciana Diniz Silva- professora do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG.

Atenção com a saúde auditiva: mais informação para um melhor cuidado

19 a 22 de julho

Com o envelhecimento, é natural que alguns sentidos fiquem mais comprometidos. E a audição é um deles.  Mas alguns hábitos de vida e até alimentares podem ajudar a adiar por muitos anos a perda auditiva causada pelo envelhecimento ou reduzir sua intensidade. Nesta série do “Saúde com Ciência”, você vai conhecer os impactos da perda auditiva em idosos e as doenças do labirinto, bem como entender a relação entre audição e demência, e os principais cuidados para a manutenção da saúde auditiva.Alguns desses temas serão abordados no 3º Simpósio Franco-Brasileiro sobre Audição, que ocorre virtualmente nos dias 10 e 11 de setembro. Inscrições e mais informações:  www.medicina.ufmg.br/eventos/3o-simposio-franco-brasileiro-sobre-audicao

Entrevistada:
Denise Utsch GonçalvesProfessora Titular do Departamento de Oftalmologia e Otorrinolaringologia da Faculdade de Medicina da UFMG. Residência em Otorrinolaringologia pela Faculdade de Medicina da UFMG Especialização em Otoneurologia pela Universidade de Maastricht, Holanda Cursando a especialização em Geriatria pela Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais.