Saneamento e saúde

Você com certeza já ouviu o termo “saneamento básico”. Mas você sabe o que isso quer dizer? O investimento em saneamento básico, além de melhorar a qualidade de vida da população, pode contribuir para a prevenção de uma série de doenças infecciosas, reduzir a taxa de mortalidade infantil e até mesmo contribuir para o funcionamento do SUS.

No Saúde com Ciência desta semana, iremos conversar sobre o conceito de saneamento básico e algumas das doenças que podem ser prevenidas através desse investimento. Além disso, iremos explicar como a atenção com saneamento e meio ambiente pode contribuir para o avanço da saúde pública do país.

Convidado: Francisco Panades Rubió – professor do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina na UFMG

Tontura e desequilíbrio em idosos

As disfunções vestibulares podem causar tonturas e desequilíbrios, afetando diversas áreas da vida. Com o envelhecimento, há uma maior probabilidade de essas disfunções acontecerem, uma vez que o corpo já está em processo de perda celular e neural.

A reabilitação vestibular busca tratar esses problemas, e o Saúde com Ciência desta semana vai abordar uma pesquisa que estudou o impacto dessa terapia nas funções cognitivas e qualidade de vida dos idosos.

Convidado: Marlon Bruno Nunes Ribeiro – pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à Saúde do Adulto da Faculdade de Medicina da UFMG

H. pylori e problemas digestivos

A Helicobacter pylori, mais conhecida como H. pylori, é uma bactéria que atinge, principalmente, o estômago, e pode provocar diversos sintomas locais. Ela está presente na metade da população mundial, segundo o Núcleo de Telessaúde Rio Grande do Sul.

No Saúde com Ciência desta semana, iremos conversar sobre o H. pylori, a prevalência da bactéria na população e as formas de transmissão. Também iremos discutir o tratamento dado aos pacientes que manifestam sintomas, além de falar sobre outros problemas digestivos tangenciais ao H. pylori, como o refluxo.

Convidado:

Gabriel Nino  médico clínico e gastroenterologista do Hospital das Clínicas da UFMG

Violência contra a mulher

De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, a cada hora, vinte e seis mulheres são vítimas de agressão física no Brasil. No mesmo intervalo de tempo, seis mulheres são vítimas de estupro.

A violência contra a mulher vai muito além das agressões físicas. Todo ato que resulte em dano físico, psicológico, sexual ou patrimonial que tenha como principal motivação o gênero pode ser considerado um ato de violência contra a mulher.

No programa Saúde com Ciência desta semana, vamos conversar sobre os diferentes tipos de violência contra a mulher, métodos de identificação, canais de denúncia e o acolhimento das vítimas no sistema de saúde.

Convidada: Marília Faleiro Malaguth – professora do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina da UFMG

Ansiedade no fim de ano

Com o período de natal e ano novo chegando, situações como o encontro com familiares distantes podem causar desconforto e afetar de forma intensificada a saúde mental. Também conhecido como dezembrite, esse momento pode acabar desgastando o psicológico e fazendo com que o próximo ano se inicie já com uma carga emocional pesada.

No programa Saúde com Ciência desta semana, vamos conversar sobre formas de lidar melhor com esse momento e evitar a ansiedade e a depressão que podem ser desencadeadas no período de festas.

Convidado:

Gilmar Fidelis – psicólogo do Núcleo de Apoio Psicopedagógico aos Estudantes da Faculdade de Medicina da UFMG (Napem

DIU: mitos e verdades

Você sabe como funciona o DIU? Segundo o Google, o interesse pelo dispositivo intrauterino aumentou 105% entre os anos de 2017 e 2022. Ele pode ter uma eficácia contraceptiva de até 99,8%. Isso é superior à eficácia de métodos como as pílulas anticoncepcionais, as injeções hormonais e até mesmo à da laqueadura de trompas.

No Saúde com Ciência desta semana, iremos conversar sobre os diferentes tipos de dispositivo intrauterino, suas indicações, e a disponibilidade do DIU no Sistema Único de Saúde, o SUS.

Convidada: Ana Luiza Lunardi Baroni – professora do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina da UFMG

Qualidade de vida de pacientes oncológicos

Câncer é o nome comum para mais de 100 doenças que se caracterizam pelo crescimento desordenado de células pelo corpo. Essa doença pode aparecer de diferentes formas e o tratamento tem a tendência de ser melhor sucedido se o diagnóstico for precoce.

No Saúde com Ciência desta semana, vamos falar sobre os tipos de câncer, tratamentos e formas de melhorar a qualidade de vida de pacientes oncológicos.

Convidado:

Paulo Henrique Costa Diniz – professor do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG

Mortes maternas por hemorragia

Você sabia que a hipertensão, a hemorragia e síndromes infecciosas são as principais causas de óbitos de gestantes no Brasil? O acompanhamento pré-natal e de puerpério realizados por profissionais de saúde, oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), têm levado à diminuição no número de vítimas por essas complicações.

A Estratégia Zero Morte Materna Por Hemorragia, até o ano passado, já havia capacitado mais de 1700 profissionais da Atenção Primária, com o objetivo de reduzir os óbitos de gestantes por hemorragias durante o parto. O Saúde com Ciência desta semana irá discutir as principais causas de hemorragia em gestantes e a Esratégia Zero Morte Materna Por Hemorragia.

Convidado: Gabriel Costa Osanan – professor do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina da UFMG

Hesitação vacinal e desinformação

O Programa Nacional de Vacinação foi criado pelo Ministério da Saúde em 1973 com a intenção de coordenar as ações de vacinação que, até então, eram marcadas por uma área de cobertura reduzida. No ano em que o PNI completa 50 anos, o Saúde com Ciência irá falar sobre uma pesquisa que abordou a cobertura vacinal do Brasil.

Convidada: Alice Werneck Massote – pesquisadora do Núcleo de Educação em Saúde Coletiva (Nescon) da Fauldade de Medicina da UFMG

Boa saúde pulmonar

Você cuida bem dos seus pulmões? Uma alimentação saudável, a prática de atividades físicas e o não-tabagismo são algumas das recomendações mais frequentes para manter uma boa saúde respiratória.

O Saúde com Ciência desta semana irá abordar diferentes aspectos de uma boa saúde pulmonar. Além das recomendações, iremos conversar sobre a saúde respiratória na infância, os efeitos das ondas de calor e da baixa umidade, e também sobre as doenças respiratórias graves e os transplantes de pulmão.

Convidada:

Valéria Maria Augusto – professora do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG