Áreas verdes: benefícios para a saúde cardiometabólica

As áreas verdes em espaços urbanos trazem diversos impactos positivos para a nossa saúde, com destaque para a melhora da qualidade do ar. Mas, além disso, uma tese defendida no Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da Faculdade de Medicina da UFMG apontou ainda a relação de áreas verdes com a obesidade. Segundo o estudo, moradores de Belo Horizonte que vivem em áreas verdes possuem 36% menos chances de apresentar obesidade. Por isso, o podcast Saúde com Ciência conversa com a autora do estudo para entender quais os benefícios desses locais para a saúde. 

Entrevistada:  Luciene Almeida – pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da Faculdade de Medicina da UFMG e autora do estudo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *